Gálatas - João Calvino



São sobremaneira preciosos os argumentos que o apóstolo usa para demonstrar a realidade da justificação única e exclusivamente pela graça. E isso é sumamente importante, em razão da teimosia do ser humano em achar que é preciso completar com a nossa prática de boas obras a obra redentiva levada a efeito na cruz do Calvário pelo "Cordeiro de Deus", "de uma vez por todas", de modo consumado. Até mesmo muitos evangélicos não ousam confiar e afirmar que nossa justificação é inteiramente gratuita e somente pela graça de Deus, pela instrumentalidade da fé. Nessa Carta, o apóstolo mostra que estamos "livres da lei, mas não sem lei". Por isso ela foi chamada "a Magna Carta da liberdade espiritual para todo o mundo e para todos os tempos" e também "o grito de guerra da Reforma".



Este site contém links para outros sites, cujos conteúdos são de responsabilidade dos respectivos proprietários. Dúvidas sobre os links aqui publicados, avise-nos pelo e-mail: contatogospelbook@gmail.com, tomaremos as providências necessárias imediatamente.