Libertação dos Pecadores por Meio do Sangue de Cristo - C. H. Spurgeon



Créditos: Projeto Spurgeon

O tema de nossa meditação será encontrado na Primeira Epístola de Pedro 3:18, nestas palavras: “Cristo também sofreu por nossos pecados”. Que o Espírito Santo exponha e desenvolva o significado destas sagradas palavras para nossa edificação. Amém. Cristo também sofreu por nossos pecados, para que pudesse nos levar a Deus. Caso eu não seja bem-sucedido no propósito de impressionar vocês com esta verdade, não será falha do tema tratado, pois é o mais interessante, o tópico mais vital para todos os homens que têm pecados de que se arrepender e a alma a ser salva. Há uma grande questão, que tem perturbado muitos pensadores desde que o mundo existe: pode Deus ser supremamente justo, e ainda perdoar pecados frivolamente? Como Ele pode, sendo inteiramente misericordioso, mostrar Sua misericórdia plenamente e, ao mesmo tempo, permanecer dentro dos limites da perfeita justiça? Como pode misericórdia e justiça estar unidas em Suas decisões? Como podem ambas brilhar com o mesmo esplendor, cada uma delas aumentando o esplendor da outra?





Este site contém links para outros sites, cujos conteúdos são de responsabilidade dos respectivos proprietários. Dúvidas sobre os links aqui publicados, avise-nos pelo e-mail: contatogospelbook@gmail.com, tomaremos as providências necessárias imediatamente.