Esse tipo de facada quando não mata, ELEGE.

Por Gesiel Oliveira


No dia da independência do Brasil, renasce nossa esperança. É simbólico, às vésperas do dia da independência, um esquerdista tentou matar nossos sonhos. A facada não foi em um candidato, foi na democracia, quem sangrou não foi só o Bolsonaro, foi o Brasil. Um ataque bem ao estilo sórdido de traição, covardia e ódio declarado pela esquerda. Agora tudo está mais claro que nunca, que estamos diante de uma luta do povo brasileiro contra a imprensa, contra o sistema, contra a corrupção, contra poderosos, contra a depravação ideológica vermelha, essa doença ideológica marxista que cria monstros como o pedagogo e militante psolista Adelio Bispo de Oliveira, cria mentes insanas, que são capazes de atos terroristas, inspirados em seus maiores ídolos como Che Guevara, Fidel Castro, Lenin, Maduro etc. Veja que o terrorista que tentou matar Bolsonaro não é um apedeuta, e sim alguém graduado em universidade pública, um dos tantos soldados doutrinados pelo ódio acadêmico vermelho.

Leia Mais...

Pastor Gesiel Oliveira é Vice Presidente da Assembleia de Deus da Zona Norte em Macapá.
Esse tipo de facada quando não mata, ELEGE. Esse tipo de facada quando não mata, ELEGE. Reviewed by Publisher on setembro 10, 2018 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.